Dúvidas e Mitos  na Dança do Ventre



1.    NÃO TENHO MAIS IDADE PARA DANÇAR! 

     É uma dança para todas as idades e todos os tipos físicos. Engana-se quem idealiza que para se dançar, é preciso ser nova e esbelta. Em alguns países árabes as mulheres mais “cheinhas” e mais velhas são consideradas as melhores bailarinas, por já possuírem bastante experiência de vida e poder transmiti-la na dança. Possuem mais capacidade de realizar uma “Interpretação Musical”;

 

2.    BELEZA 

      Na dança do ventre não existe esta concepção de beleza idealizada. As roupas, os movimentos, a maquiagem e o sentimento  que você passa ao público enquanto dança, constroem um universo mágico, encantador e atraente a quem assiste.  Confie em você, que  sua beleza, paz interior,determinação, e confiança se revelará e será transmitida ao público enquanto você dança, deixando sua dança estonteante e inesquecível para quem assiste.

 

3.    EU NÃO SEI DANÇAR! 

     Dançar está ao alcance de todas. – Se tem dificuldades em realizar um passo, é só uma questão de tempo que você vai conseguir. A assimilação dos movimentos varia muito de mulher para mulher, depende de treino e de uma boa orientação didática.

 

4.  DANÇA DO VENTRE DÁ BARRIGA! 

     Este é o mito mais comum, muitas mulheres deixam de praticar a dança por este motivo que é uma grande mentira! O mito existe porque nos países de sua procedência, culturalmente, o padrão estético corporal é diferente, as mulheres na maioria das vezes possuem formas corporais com maior volume. Pelo contrário, a dança enrijece os músculos abdominais, trabalha a força e a elasticidade dos músculos abdominais, usando as ondulações dos quadris que adquirem um formato levemente arredondado – como o de um violão, bem feminino.


5.    EM QUANTO TEMPO ESTAREI DANÇANDO? 

       A dança é uma linguagem, e a cada aula você aprende instrumentos que facilitam a construção do repertório corporal desta nova linguagem. Cada mulher terá um ritmo e um tempo de aprendizagem de acordo com suas experiências corporais anteriores, então seria difícil determinar um tempo exato para a aprendizagem. No entanto, considero que de 4 a 6 meses uma aluna aprende o repertório básico, cerca de 1 ano já reproduz uma coreografia e a partir daí entre 6 meses e 1 ano já começa a arriscar em criar suas própria danças.


6.   DANÇA DO VENTRE EMAGRECE? 

     Não exatamente, se o seu objetivo for perder bastante peso sem praticar nenhuma outra atividade aeróbica paralelamente. A dança do ventre,  põe o corpo todo em movimento, lubrifica as articulações, melhora a resistência muscular, respiratória e consequentemente cardíaca e, obviamente, como qualquer atividade física, queima calorias. Mas se o seu intuito é emagrecer, recomendaria praticar, paralelamente, alguma outra atividade aeróbica, como caminhada, corrida, bicicleta, aeróbica, natação, hidroginástica. A dança do ventre terá um papel mais específico em modelar sua musculatura, afinando a cintura, tonificando abdômen, pernas e glúteos, deixando o corpo com formas mais femininas.