Festival de Dança do Ventre 

Campinas - 2013

"As Quatro Estações"

O URL específico do gadget não foi encontrado

"As Quatro Estações"


Com muito orgulho e carinho preparamos um espetáculo especial que traz dança, música e poesia. As Quatro Estações retrata sentimentos e sensações vividas ao longo de todo o ciclo de vida. Alegria, perda, dor, esperança, renascimento... VIDA.

As Quatro Estações nasceu da união de três profissionais, amantes da dança árabe, que juntas planejaram e moldaram cada detalhe aqui apresentado com muito carinho e dedicação. Dani Camargo, Josy Cremasco e Dani Boscolo.

Elenco

Alunas do Studio Dança Dani Camargo

Alunas do Studio de Dança do Ventre Dani Boscolo

Alunas do Studio Mix

Convidadas: Ju Fontoura e Grupo, Kamilla Mesquita, Luciana Moura, Valeria Forrer e Camila Iara

Local: Teatro do Instituto de Artes da Unicamp

Direção e Organização:  Dani Camargo, Josy Cremasco e Dani Boscolo

Produção: Espetáculo de Danças Árabes

Fotos: Victor Photo & Design 

Data: 10 de novembro de 2013




"Primavera"


Desabrocha a flor
renasce a vida, o amor.
Rancores e dores
se transformam em flores.
Esperança a primavera semeia
e colhem-se novos dias,
que com fervor se saboreia.


                                           

"Verão"


Brilha o sol, aquece a alma,
O coração acalenta e acalma.
Com sua energia radiante, desperta paixões
E seguimos adiante, queimando as desilusões.
O verão faz da vida vibrante, alegre e plena
Tempo de luta e vitória para um amanha sereno.


         

"Outono"


Caem as folhas, ficam os ramos,
Doce-amargo sabor da vida.
Notas caladas de suaves melodias,
caminhos escuros por sobras frias.
Sonhos tímidos de um outono árido,
ausência que alerta o coração do futuro pálido.


"Inverno"


Manhã nublada, fria e empobrecida,
Desolação desta Natureza adormecida.
Alma calada, arredia...
Afasta as cores, trazendo as dores
Gélidas lembranças de sonhos desfeitos
Amores perdidos,
Inverno de solidão que traz em si votos novamente decididos.





E o ciclo recomeça...
Primavera, verão, outono, inverno
Apagam-se as luzes... Ciclos se completam.
Nada se perde, tudo se ganha,
Vivendo a magia de cada estação.