Festival de Dança do Ventre 

Vinhedo - 2011

"As Mil e Uma Noites"


"As Mil e Uma Noites"



Trata-se de um espetáculo temático que trás ao público a história das Mil e uma Noites, na qual Sherazade, 
uma peça chave da literatura feminina, deseja mudar o triste destino das mulheres de seu Reino. Tratando-se de uma literatura árabe e uma protagonista feminina, a dança do ventre caracteriza esta cultura através desta história.

ElencoAlunas do Centro Cultural de Vinhedo

     Local: Teatro Municipal Sylvia de Alencar Matheus

Direção e Organização:  Daniele de Camargo

Produção: Secretaria de Cultura e Turismo de Vinhedo

Data: 5 e 6 de novembro de 2011

 






As mil e uma noites

texto de Dani Camargo e Lis Coraldi


    

      

      Coreografia 1 – Felicidade Plena


    
    
    
Houve muito tempo atrás, um rei poderosíssimo, da dinastia dos antigos reis persas, que dominaram até a Índia e a China. Seu povo o amava por sua sabedoria e prudência, e por isso viviam felizes.
         
             Coreografia 2 – Celebrações



     
Quando o poderoso rei morreu, o poder passou às mãos do filho mais velho, Shariar, que fez questão de que seu irmão Shazaman, também governasse ao seu lado. Neste dia, houve muitas danças e festas.
         

 

    

Um dia Shariar, caminhando pelo seu reino, surpreendeu sua esposa num canto escuro do palácio nos braços de um escravo.
 E, daquele dia em diante, decidiu que se casaria por uma noite e mataria a esposa no dia seguinte.
  
               Coreografia 4- Oriental


 

 

O primeiro ministro do reino tinha duas filhas, Sherazade e Dinarzad. Sherazade tinha grande coragem e inteligência.  Era belíssima, muito virtuosa e resolveu se casar com o sultão para mudar o destino daquelas mulheres.

 

    




Sherazade elaborou um plano meticuloso com sua irmã para começar a lhe contar
  histórias.
  
 

    


Shariar ficou desconfiado mas aceitou que Sherazade 
 contasse as histórias.
 

 

   



E
 deu início com: “Era uma vez Ali Babá e os quarenta ladrões....
 

 

    

Durante a história, Shariar se esforçou ao máximo para impedir a narrativa, depois
  ele ficou quieto e se pôs a ouvir as histórias, visualizando mentalmente as cenas descritas pela esposa.

 

 
              Coreografia 9 - Yasmin

 

    

O sultão, que  ficara cheio de curiosidade para saber o que aconteceria depois, decidiu não matar a moça para poder ouvir o final daquela história e no final ela emendou outra: Era uma vez o amor de Omar e Yasmin.
 

      Coreografia 10 - Omar e Yasmin


 

   


E a narrativa ia aumentando, tinha histórias de princesas...
 
              Coreografia 11 - Ocidente

 

    


 Algumas histórias se passavam no Ocidente...
 
                Coreografia 12 - Egito


 

    



E assim a jovem rainha conseguia postergar a própria morte.
 



 

    



O que não faltava nas narrativas era muito luxo, principalmente pedras preciosas.
 



 

    

Quando terminava uma história, começava a contar outra ainda mais interessante.
“Era uma vez  um pescador..."
 

     Coreografia 15 - Tendas do Saara



 

    


Os personagens passavam por desertos e lindas tendas... sempre encantando o Sultão.
 

 

    
E assim, a jovem rainha conseguia postergar a própria morte. “Era uma vez no Líbano..." 
   



 

   
Assim, os dias e noites foram se passando: “Era uma vez um lindo jardim...”
 

   Coreografia 18 - Celebrando a Vida



 

    
Desta maneira, por meio das histórias, Sherazade conseguiu enfeitiçar o esposo e adiar a morte por anos, até ele se convencer que aqueles sacrifícios eram um erro. Ela salvou todas as moças que seriam sacrificadas e todos comemoraram em grande estilo.
 

              Coreografia19 - Heroína


 

    




Sherazade foi um exemplo de coragem, uma verdadeira heroína.
 

         Coreografia 20 - Vitoriosas



 

    
A mulher nos dias atuais também representa vários papéis e conta várias histórias como Sherazade, são mães, trabalhadoras, donas de casa ou guerreiras. Seja a protagonista da sua história, invista nos seus sonhos e como Sherazade, mude o seu destino buscando a felicidade sempre!