Festival de Dança do Ventre 

Vinhedo - 2012

"Mulheres, Mitos & Deusas"
O URL específico do gadget não foi encontrado

"Mulheres, Mitos & Deusas"



Espetáculo temático sobre a figura feminina nas mitologias grega e romana, sendo apresentadas várias deusas cujas características mais marcantes são representadas através da dança do ventre. Toda mulher traz dentro de si um reino que ganha vida através do ventre, o que faz de cada mulher uma deusa também. Desse duo deusa-mulher, mulher-deusa, nasce o sagrado feminino, por muitas vezes esquecido, mas que definitivamente deve ser resgatado.

ElencoAlunas do Centro Cultural de Vinhedo

     Local: Teatro Municipal Sylvia de Alencar Matheus

Direção e Organização:  Daniele de Camargo

Produção: Secretaria de Cultura e Turismo de Vinhedo

Vídeos: Afonso Lima Studio

Data: 9 de dezembro de 2012












AS COREOGRAFIAS





Solo Dani Camargo – Dança Clássica Árabe com Véu, simbolizando a leveza, fluidez e suavidade nos movimentos.

"Do princípio, o Caos....
Do Caos - a personificação da Terra - surge GAIA, a Deusa da TERRA, a Mãe Terra. É símbolo da unidade de toda a vida na natureza,  é a energia da própria vida,  nossa mãe natureza. Gaia personifica a base onde sustentam todas as coisas."
 

 


Coreografia com uma música bem animada que envolve o público. Representa o Sol, quente e contagiante, que nos dá energia.  

"Consagrando os elementos da natureza temos o Sol, a principal fonte de energia da TERRA, representado pela Deusa Hemera que personificava a luz do dia e o ciclo da manhã."
 
 
 


Música envolvente como a Lua, que harmoniza e encanta todos que a veem.

"Representando a Lua, temos Artemis, a Deusa da caça e da Lua. é conhecida como portadora da luz, a personificação do espírito feminino independente, de mulheres que sabem cuidar de si mesmas, que procuram seus próprios objetivos, suas próprias escolhas."
 

 


Coreografia com véu branco, simbolizando o templo dos deuses sagrados, a leveza e a harmonia com a movimentação dos tecidos.

"Olimpo, a morada dos deuses. Do alto do monte, os 12 deuses primordiais contemplam a beleza feminina. Poucos resistem..."
 
 
 


Coreografia com velas, representando o encantamento e o mistério do elemento fogo com uma música bastante harmoniosa. 

"O fogo sagrado vem representado pela DEUSA HÉSTIA. É a deusa grega dos laços familiares, simbolizada pelo fogo da lareira, que nos dá a sensação de aconchego e segurança."

 
 



Representando a autoconfiança, que todas as mulheres têm a chance de aprender e se desenvolver nesta dança.

"Deusa Hera, simbolizando o matrimônio, representa uma mulher matriarcal que atua no desempenho do compromisso e da autoconfiança."
 
 



Coreografia que representa a deusa dos mares com movimentos delicados e arredondados, simbolizando o movimento das águas.

"Deusa Anfitrite, simbolizando a deusa dos mares, rainha dos oceanos." 
 
 
 


Coreografia em que as sereias são representadas por crianças e jovens, com movimentos de braços e arredondados que encantam como o canto das sereias.

"Sereias, seres mitológicos, parte mulher, parte peixe, encantadoras pela sua beleza e linda voz."

 
 
 


Duo – Coreografia simbolizando a dualidade com a leveza dos véus, a marcação, a batida e a firmeza da percussão.

"Busca o encontro da feminilidade original e da mulher essencial, o encontro com a Deusa esquecida."
 




Coreografia infantil com pandeiros simbolizando o lúdico e harmonia na dança com as crianças.

"Deusa Temis, representado as crianças.  Deusa da inocência e pureza."
 

  


Coreografia oriental clássica ao som uma bela melodia com a utilização de movimentos suaves e delicados.

"As Ninfas eram espécies de deusas-espírito da natureza. Os gregos acreditavam que elas habitavam os campos, lagos, montanhas e bosques, sendo responsáveis por levar alegria e felicidade para as pessoas. Representavam o dom de fertilidade da natureza."

 
 
  


Coreografia que caracteriza o saíde, um tipo de folclore da região do Egito, com o uso da bengala representando o ambiente rural e o pastoreio.

"Deméter,  Deusa das colheitas, da agricultura. Mãe de todos nós, é dona de uma grande beleza."

 
 
 


Coreografia com os com snujs representando o amor, a paixão, as mudanças de humor, alegrias e aflições que este sentimento nos proporciona. 

"Afrodite, deusa da beleza e do amor. Nascida da espuma do mar, sua beleza era tão grande que conquistava mortais e imortais. Representa a maior beleza existente, a mulher."
 
 
  


Coreografia alegre e contagiante representando toda a magia e o amor que sentimos pela vida e como isto pode ser contagiante.

"Vênus, poder do amor e magia. Deusa da formosura e do amor, filha do Céu e da Terra, mãe do cupido. Muda-se o nome, mantem-se a essência... Afrodite!"
 

  


Coreografia com grupo infanto-juvenil, representando as fadas, que podem transmitir alegrias às nossas vidas com toda sua juventude e entusiasmo.

"Fadas representam figuras que intervêm de forma mágica no destino das pessoas."
 

 


Coreografia com véus, simbolizando harmonia e alegria, com os movimentos e as cores dos tecidos pelo ar.

"Íris era uma espécie de guardiã do Olimpo, saia apenas para transmitir os ordenamentos divinos à raça humana. Era considerada como uma conselheira e guia, simbolizado a harmonia."
 
 
  


Coreografia com a espada simbolizando poder, controle e equilíbrio.

"ATENAS: DEUSA DA GUERRA, SABEDORIA, CIVILIZAÇÃO, JUSTIÇA E  VITÓRIA."
 

 


Coreografia de percussão com movimentos bem marcados e controlados.

"Deusa Freya, considerada a deusa das joias e enfeites, estimula a autoestima."

 

 


Música moderna, alegre e contagiante.

"Deusa Dakini, representando as dançarinas celestes e mestras da sabedoria feminina."
 
 
 


Coreografia com véu Wing, acessório que que parece uma asa, representando um grande pássaro.

"FÊNIX é um pássaro da mitologia grega que quando morria entrava em auto-combustão e, passado algum tempo, renascia das próprias cinzas. Maior ensinamento: APRENDER A RENASCER SEMPRE, INDEPENDENTE DE CADA PROVAÇÃO!"
 
 
  


Coreografia Clássica oriental, com movimentos mais apurados, com maior detalhe na leitura musical e grandes deslocamentos.

"ADVERSIDADE E ESPERANÇA! Na mitologia grega, Pandora é a que possui “todos os dons”, ou "a que é o dom de todos os deuses".

 


Coreografia de percussão.

"A MULHER é o único que abriga dentro de si um templo...
Ela sabe ser Deusa e ser Santa....
Ser Rainha e ser mulher...
Mulher que gera vidas e cria toda humanidade...
Sabe ser estrela, sabe ser saudade...
É paz quando acalma e tranquiliza...
Ela é tempestade quando chora e vulcão quando ama...
Ela pode até perder a luta, mas não a batalha de continuar...
Ela pode até perder os seus amores, mas nunca desiste de sonhar...
É feminina, sensível, amável, sem perder a força...
Assim como a lua, Ela tem as suas fases...
Todas imprevisíveis, todas incomunicáveis...
É o maior de todos os mistérios...
Que nenhum homem pode desvendar..."
 




Encerramento, momento de interação entre o público e as bailarinas.